baby-surprise_ftuugi
Olá, mundo!
14 de abril de 2016
Você sabia que sua alimentação está diretamente relacionada à sua fertilidade?
19 de agosto de 2016
Exibir Tudo

Elonva, mais conforto, menos picadas

 

elonva-520x221

O Elonva é uma injeção única que vem recentemente sendo utilizada para tratamentos em reprodução assistida, para estimulação controlada dos ovários, com dose equivalente a sete dias de medicação, evitando as aplicações diárias neste período. Produzida por meio de tecnologia de DNA recombinante, possui uma ação prolongada no organismo, substituindo os outros indutores de ovulação com meia vida mais curta. É utilizada em mulheres submetidas a tratamentos de infertilidade que necessitam de estimulação ovariana para o desenvolvimento de mais do que um óvulo maduro de cada vez nos ovários. As mulheres que pesam 60 kg ou menos devem receber uma dose de 100 microgramas, ao passo que as mulheres que pesam mais de 60 kg devem receber uma dose de 150 microgramas. A paciente ou o seu parceiro podem realizar a aplicação da injeção no caso de terem recebido as instruções adequadas

Quatro ou cinco dias após a injeção do Elonva, dependendo da resposta dos ovários, inicia-se o tratamento com um antagonista da GnRH, que impede uma liberação prematura dos óvulos pelos ovários. Sete dias após a injeção do Elonva, pode ser necessária uma estimulação ovariana adicional a ser complementada com injeções diárias de outro indutor ovariano (FSH/LH recombinante). Por último, logo que três óvulos ou mais estejam próximos da maturação, é administrada uma única injeção de um hormônio chamado gonadotrofina coriônica (hCG) para a coleta desses gamentas.